Incompetência ou descaso?

Qui, 03 de Maio de 2018 22:05 0 COMMENTS
Imprimir

Com recursos garantidos, o governo atrasa pagamento da ajuda de custo e gera clima de insegurança nos trabalhadores da SES e municipalizados

8 assembleia ses camg 01

Na foto, assembleia realizada em janeiro durante o movimento de mobilização na SES/MG


Os únicos servidores vinculados ao Sistema Estadual de Saúde que não recebem na data prometida a ajuda de custo foram os trabalhadores da Secretaria Estadual de Saúde (SES/MG) e os municipalizados. O pagamento estava previsto para o dia 30 de abril, mas a Secretaria da Fazenda (SEF) afirmou ter ocorrido um erro interno enquanto a SES dizia que faltavam recursos. O transtorno foi generalizado para os servidores da SES que, em sua maioria, receberam a má notícia ao chegar ao banco e buscar seu direito conquistado. A categoria, junto ao Sind-Saúde, se mobilizou durante todo o fim de semana para tentar entender o porquê que a SES foi excluída do pagamento. Apesar grande parte dos 4.700 servidores terem recebido ontem (02/05) os valores de direito, cerca de 5% da categoria ainda não teve o pagamento realizado e estão sendo contabilizados descontos indevidos em alguns casos.


No dia do Trabalhador (01/05) o Sind-Saúde/MG organizou uma grande lista com MASP e nome de servidores que não haviam recebido a ajuda de custo e com a relação verificou-se que todos os nomes excluídos eram da SES/MG, inclusive os municipalizados que nem o vale alimentação haviam recebido do mês anterior. O estranhamento foi maior ainda ao saber que os recursos estavam disponíveis para o pagamento, segundo afirmou a SEF.


O Sindicato manifesta sua total indignação com a incompetência ou descaso que insiste atingir os servidores da Secretaria, muitos deles com salários abaixo do mínimo nacional. É inadmissível que erros técnicos sejam justificativas para tamanho desrespeito.