Regional Vespasiano

Qua, 19 de Dezembro de 2018 20:27 0 COMMENTS
Imprimir

Servidores municipais fazem última reunião do ano e definem por unificação da pauta nas reivindicações de 2019

19 Reuniao Vespa

A estratégia para negociação com as prefeituras dos servidores da saúde de Pedro Leopoldo, Lagoa Santa, Vespasiano e Santa Luzia é construir pontos de reinvindicações comuns. Essa foi a definição dos(as) trabalhadores(as) que se reuniram na tarde desta quarta-feira (19) na sede do Sind-Saúde Núcleo Regional Vespasiano. O encontro foi marcado para que os(as) servidores(as) pudessem fazer um balanço sobre as negociações deste ano e um planejamento para as lutas que ainda não foram vencidas.

Durante a reunião foi definido prioridades e atividades que devem acontecer para aproximar o Sindicato dos trabalhadores e apontar as demandas da categoria. Os(as) trabalhadores(as) relataram a situação específica de cada município e como poderá ser a atuação do Sind-Saúde para mobilizar a categoria. Foram pontuadas também as conquistas como a implementação da Mesa de Negociação do SUS; a regularização do vínculo em Pedro Leopoldo – aprovada pela Câmara Municipal nessa terça (18); a retirada da proposta de reforma administrativa em Lagoa Santa; a criação da Comissão Paritária para discutir mudanças no Estatuto e no Plano de Carreiras também em Lagoa Santa; Seminários de Assédio Moral em Pedro Leopoldo, Vespasiano e Lagoa Santa; proposta de inauguração e implantação do Núcleo de Saúde do Trabalhador (NUSAT) em Vespasiano.

13º
Em relação as pautas urgentes, os(as) trabalhadores(as) discutiram a insegurança sobre o pagamento do 13º salário. Apenas Pedro Leopoldo e Lagoa Santa confirmaram o pagamento do direito para amanhã (20). Em Vespasiano, o assunto é comentado na cidade, mas nenhuma informação oficial foi divulgada. O Sind-Saúde Núcleo Regional Vespasiano terá uma reunião amanhã à tarde com a secretária-adjunta de saúde da cidade, onde esse e outros assuntos serão discutidos. Se o 13º não for pago os trabalhadores de Vespasiano, a categoria planeja movimentos de protesto para pressionar o pagamento do direito.