Privilégio ou direito de férias?

Qua, 05 de Dezembro de 2018 13:15 0 COMMENTS
Imprimir

Sindicato solicita a prefeitura de Vespasiano relação nominal de férias vencidas e a vencer

charge moer direitos


Muitas denúncias chegam ao Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde (Sind-Saúde/MG) Núcleo Regional Vespasiano sobre uma suposta irregularidade na suspensão de férias de servidores municipais da cidade de Vespasiano. O Sindicato rechaça essa prática da prefeitura de memorizar sistematicamente o trabalhador da saúde. Em anos de dedicação e de um trabalho duro, o servidor da saúde tem cotidianamente seus direitos desprezados e a desvalorização como regra.

A negação das férias, apesar do direito reconhecido ao trabalhador, tem ocorrido sem critério e com vistas a prejudicar apenas determinados trabalhadores segundo os relatos. Isso acontece porque a justificativa da gestão é diferenciada até mesmo para servidores lotados no mesmo setor com histórico para a concessão do direito parecido. A atitude da prefeitura tem gerado revolta na categoria da saúde com muitos trabalhadores questionando privilégios na concessão do direito à férias.

Outra situação que também tem sido denunciada ao sindicato é de trabalhadores que em situação de extremo cansaço solicitam as férias e, muitas vezes, são convidados a assinar termos de compromissos abrindo mão do recebimento do 1/3 das férias, como via de possibilitar o acesso ao direito. Situações extremas que levam trabalhadores a agir de forma autodestrutiva para gozar de algum descanso. Para alguns deles nem mesmo mediante o documento, conseguem acessar o direito à férias.

O Sind-Saúde Núcleo Regional Vespasiano já solicitou a padronização da escala de férias e critérios transparentes para que o funcionalismo acompanhe a definição de seus direitos. O Sindicato solicita agora a relação nominal dos trabalhadores que tenham férias vencidas e ou a vencer para averiguar com detalhes o que vem ocorrendo.