Vale-alimentação na Funed

Sex, 29 de Setembro de 2017 21:15 0 COMMENTS
Imprimir

Vitória dos trabalhadores da Funed!

Assembleia Funed 29 set

Após um mês de estado de greve, negociações específicas, um dia de paralisação e várias manifestações, os trabalhadores da Funed finalmente tiveram uma resposta favorável do governo. A pauta do vale-alimentação foi incluída pelos trabalhadores após perceberem que somos a única fundação estatual de saúde que não recebe o benefício.

A Fhemig, por exemplo, depois de uma greve, passou a receber o benefício no primeiro semestre, que hoje representa cerca de 400 reais a mais na folha sem nenhum desconto. A opção do governo pelo pagamento desse auxílio tem relação direta com a dificuldade em aumentar despesas na folha de pagamento, pois o vale-alimentação entra na despesa de custeio não infringindo a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Os trabalhadores entendem que não podem desmobilizar em relação às outras pautas, pois a redução da jornada já foi assinada pelo governo em negociação da greve de 2016 e a privatização precisa ser combatida em todos os espaços. Inclusive os trabalhadores mantiveram a proposta de paralisação do dia 19 na audiência pública da Assembleia Legislativa e incorporaram a agenda do dia 05 em que ocorrerá um seminário do Conselho Estadual de Saúde sobre as privatizações.

Assemb 2

A Funed decidiu por suspender o estado de greve e não paralisar no dia 02, pois a fundação passará por inspeção da vigilância sanitária nas unidades fabris, e uma greve nesse momento poderia dificultar uma certificação positiva. Ficou clara para os trabalhadores a desconfiança em relações às negociações não assinadas com o governo, e exigem que o mesmo assine o acordo e implemente o pagamento na folha de outubro para pagamento em novembro.

O ganho do vale-alimentação foi uma importante vitória dos trabalhadores que precisam continuar na luta tanto para proteger a fundação da privatização quanto para avançar nas outras pautas, principalmente em relação à implementação da redução da jornada para 35 horas.