Paralisação no IRS

Sex, 29 de Maio de 2020 21:50 0 COMMENTS
Imprimir

Sobrecarregados com o fechamento do Galba Velloso, servidores do Instituto Raul Soares paralisam atividades em protesto ao descaso do governo

 29 Paralisação IRs 01

O Instituto Raul Soares passou a ser o único atendimento hospitalar psiquiátrico da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig) depois que o governo fechou o Hospital Galba Velloso nesta semana. A consequência imediata foi a sobrecarga de trabalho dos servidores IRS, além de inúmeras denúncias sobre transferências irregulares, piora das já péssimas condições de trabalho e o agravamento da situação devido à pandemia da COVID-19. Sem nenhuma resposta da gestão quanto às reivindicações, os trabalhadores realizaram nesta sexta-feira (29) paralisação de 24 horas na unidade.

Há uma semana, a categoria realizou uma assembleia e enviou ao governo a pauta de reivindicações (veja abaixo os itens anunciados pelos trabalhadores).  O prazo de uma semana para resposta foi ignorado pela gestão que sequer retornou ao Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde (Sind-Saúde/MG). Os trabalhadores decidiram que se não houver respostas poderão realizar novas paralisações em breve.  

A lista de reclamações vão desde a estrutura totalmente improvisada para os pacientes com suspeita de COVID-19, a falta de Equipamento de Proteção Individual (EPI) e a falta de diálogo com os servidores sobre os processos de trabalho. 

29 Paralisação IRs 02

Para amenizar a situação caótica de falta de EPIs, um mutirão de doação foi realizado durante o protesto dos trabalhadores. Máscaras cirúrgicas foram doadas aos trabalhadores pela Frente de Resistência da Regional Leste e a empresa paulista Nacional Ossos. 


Veja a pauta de reivindicações que levou a deflagração do movimento paredista: 

• Formação do Conselho de Saúde Local da Unidade;

•  Apresentação da Direção da Unidade sobre o plano de segurança para os Trabalhadores dentro da Unidade;

• Estruturação e equipamentos no setor destinado a receber pacientes de casos de coronavirus;

• Fim de enfermarias conjunta de pacientes do sexo masculino e feminino no mesmo espaço;

• Diálogo com a equipe multiprofissional durante e após pandemia;

• Fornecimento de uniformes privativos para os trabalhadores;

• Fornecimento de EPIs aos trabalhadores;

 • Resposta da gestão da unidade e da fhemig da pauta encaminhada pelos trabalhadores;

 • Apresentação do Comitê de combate ao coronavírus da unidade;

• Acompanhamento do departamento jurídico do Sindicato em casos de processos administrativos com ampla defesa;

• Superlotação de enfermarias;

• Abertura de CAT de todos os trabalhadores vítimas de agressão no local de trabalho;

• Vistoria do Ministério Público, Vigilância Sanitária, Comissão de Saúde da ALMG e Câmara Municipal e Comissão Direitos Humanos;

• Não fechamento do Hospital Galba Velloso Psiquiátrico.

29 Paralisação IRs 03