Agressões físicas no Galba

Ter, 19 de Março de 2019 20:17 0 COMMENTS
Imprimir

Reunião com a gestão discute insegurança dos trabalhadores no HGV

19 hgv 01

Diante de inúmeras denúncias de agressões físicas sofridas pelos trabalhadores do Hospital Galba Velloso (HGV), o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde (Sind-Saúde/MG) acionou a gestão da unidade. Nesta terça-feira (19/03), reuniu-se, em conjunto, a direção do Sindicato, trabalhadores da unidade, direção do hospital e da Diretoria de Gestão de Pessoas da Fhemig (Digep) para buscar soluções. O Sindicato também pautou a discussão sobre o abono de retaguarda, garantido aos setores de unidade hospitalares que contam com serviço de urgência/emergência como é o caso do HGV, que atende usuários com transtorno mentais agudos.


Com relação ao referido abono, pontuou-se que, na última gestão, o pedido foi encaminhado para aprovação da Comissão Orçamentária e Financeira (COF) e incluía além do Galba Velloso, o Hospital Alberto Cavalcanti (HAC) e Hospital Regional Antonio Dias (HRAD). O Sindicato lembrou que a discussão sobre a extensão do abono de emergência e abono de retaguarda a todas as enfermarias das unidades da Fhemig conforme a portaria ministerial 2.395/2011, estava avançada, mas o governo anterior não deu continuidade. A diretora de gestão de pessoas, Alice Guelber, comprometeu-se a verificar o andamento do processo junto ao governo e retomar essa negociação.


Já no que diz respeito à saúde do trabalhador, a gestão mostrou interesse em implementar ações imediatas para minimizar o risco. Como uma medida emergencial, a gestão irá verificar o dimensionamento de pessoal para pactuar a adequação da equipe, além do reforço na segurança da unidade.

19 hgv 02


O Sind-Saúde argumentou a importância da criação de um grupo de trabalho amplo, inclusive envolvendo outras unidades, no sentido de se implementar um núcleo de saúde do trabalhador em consonância com o disposto no Protocolo 008/11 do Ministério da Saúde. Esse núcleo poderá prestar ações conjuntas com universidades com o objetivo de amparar o trabalhador em todas as suas necessidades no que envolve a saúde do trabalhador. Os participantes da reunião afirmaram que outros desdobramentos irão ocorrer envolvendo a gestão, sindicato e trabalhador, com participação efetiva de profissionais da Universidade Federal de Minas gerais (UFMG). O objetivo é efetivar, em médio e longo prazo, a criação desses núcleos.