Conferência Saúde Teófilo Otoni

Seg, 15 de Abril de 2019 13:31 0 COMMENTS
Imprimir

Participantes da Conferência reforçam defesa do SUS

TO 1

 

A 11ª Conferência Municipal de Saúde de Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, realizada na quinta-feira, 11/04, contou com a participação expressiva da comunidade que lotou o auditório da Unipac. Na contramão do desmonte do SUS, todas as falas ressaltaram a defesa do Sistema Público de atendimento à saúde implementado pela Lei Orgânica 8080/90 e mostrou que o Controle Social é possível quando há interesse da comunidade, trabalhadores e gestão.

Na abertura da Conferência foi dada a posse à primeira usuária presidenta do Conselho Municipal de Saúde, a Tina, um marco histórico para a cidade. Durante a Conferência, a diretora do Sind-Saúde e Conselheira Nacional de Saúde representando a CNTSS, Sandra Oliveira, foi homenageada por sua incansável luta em prol da efetivação do SUS. Servidora da Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG) há mais de 30 anos, ela permanece firme no exercício do controle social e é exemplo de mulher negra, mãe e trabalhadora. Ao som de Milton Nascimento, ela se fez “Maria, Maria, uma força que nos alerta, uma mulher que merece (...)” todo o reconhecimento.
No período da manhã, as palestras abordaram o histórico de construção do SUS, com seus avanços e desafios. A diretora do Sind-Saúde, Núbia Dias (foto abaixo), foi uma das convidadas como palestrante e, de forma clara e objetiva, reafirmou a importância de luta para a defesa do SUS.

À tarde os grupos foram constituídos para elaborar propostas e eleger os delegados para a Conferência Estadual de Saúde de Saúde que ocorrerá em Belo Horizonte.

Nubia TO

Um dos problemas que preocupam a comunidade é a possibilidade de fechamento do Hospital Santa Rosália, o principal prestador do SUS, em decorrência da falta de pagamento de dívidas acumuladas, segundo informações que constam no site do hospital. Ainda que a defesa do Sind-Saúde seja a de equipamentos públicos, não se pode permitir a desassistência e risco de mortes já que, ao longo de vários anos, o município de Teófilo Otoni oferece serviços contratados para atender nesse hospital 63 cidades da região, de acordo com a Programação Pactuada e Integrada da Microrregião, inclusive com serviços de alta complexidade.

Foto 2 TO

Para entender o grave problema, os diretores do Sindicato Neuza Freitas, Gilberto Fragoso, Núbia e Sandra Oliveira reuniram-se com os representantes do hospital e da gestão do município para buscar solução conjunta e de forma a impedir o fechamento da unidade. Os mandatos do deputado federal Patrus Ananias e do deputado estadual André Quintão também se prontificaram a ajudar participando da reunião. Além disso, o Sindicato já fez contato na Secretaria Estadual de Fazenda para solicitar uma reunião emergencial já que, segundo a secretária municipal de saúde, a falta de repasse por parte do Estado tem prejudicado a quitação da dívida com o hospital. O Sindicato reforçou a necessidade de término das obras do Hospital Regional que se encontram paralisadas.