Greve na saúde

Qui, 13 de Dezembro de 2018 19:25 0 COMMENTS
Imprimir

 


Servidores da saúde deflagram greve em assembleia geral dos servidores da saúde

ass4

Os servidores do Sistema Estadual de Saúde se reuniram hoje (13/12) no pátio da ALMG, para deliberar conjuntamente sobre as estratégias que serão adotadas pelo funcionalismo da saúde diante do posicionamento do governo do estado a respeito do pagamento do 13º dos servidores e escala de pagamento dos salários referentes ao mês de novembro. A greve foi deflagrada, conforme deliberação dos trabalhadores em assembleia geral dos servidores da saúde que ocorreu no dia 7 de dezembro, que decidiu pelo indicativo de greve. A condição de retorno às atividades é somente mediante pagamento do benefício natalino para toda a categoria da saúde ainda neste ano.

neuza

Apesar de ter sido veiculado na mídia nova informação sobre pronunciamento do governo a respeito do parcelamento dos salários, o Sind-Saúde/MG não recebeu nenhum comunicado oficial que confirmasse uma nova escala de pagamento dos servidores. De acordo com a informação divulgada no dia de ontem, apenas parte do Sistema Estadual de Saúde terá o recebimento da segunda parcela antes do Natal. Uma vez mais, a mídia apresenta que o governo mineiro tentou dividir a categoria, priorizando parte do sistema na quitação. Porém, a assembleia dos trabalhadores confirmou a união da categoria para defender o recebimento para todo o conjunto dos trabalhadores da saúde (Fhemig, Hemominas, ESP, SES e Unimontes), através da votação majoritária pela greve a partir do dia de hoje.

ass3

ass2

Sobre o recebimento do 13º, será discutido amanhã no BDMG, às 16h, entre a comissão da folha de pagamento e governo do estado para deliberar sobre o pagamento do benefício. Até então, não foi divulgada a data do pagamento do mesmo nem para a segurança pública. O Sind-Saúde/MG convoca todos os trabalhadores e trabalhadoras da saúde para um ato conjunto na Praça da Liberdade amanhã às 10h, onde será feita uma vigília e às 16h, descerão em protesto para porta do BDMG, onde acontecerá a reunião da comissão. Logo após, será deliberado pelos servidores quanto à continuidade do movimento paredista.

ass1

A direção do Sind-Saúde/MG reafirma a necessidade da luta da categoria para assegurar os benefícios já conquistados e garantir o recebimento do 13º, sobretudo tendo em vista a mudança de governo. Neste sentido, a união dos trabalhadores e trabalhadoras é imprescindível para mostrar à nova gestão o poder da categoria organizada.